As operadoras de telecomunicações representadas pelo SindiTelebrasil investiram até setembro R$ 19 bilhões, cifra que é 8% maior que o montante investido no mesmo período do ano passado, de R$ 17,6 bilhões, quando o investimento já havia sido recorde. A receita bruta do setor até setembro cresceu 4%, chegando a R$ 174 bilhões.

Na comparação de outubro de 2014 com outubro de 2013, a base de celulares cresceu 3%, chegando a 279 milhões de acessos. A telefonia fixa, na mesma comparação, cresceu 2%, chegando a 46 milhões de residências; e a TV por assinatura, por sua vez, chegou a 20 milhões de lares, com crescimento de 13%. Na banda larga, aí incluindo os acessos fixos e móveis, o crescimento foi de 46%, chegando a 179,1 milhões de acessos.

A banda larga móvel, pelas redes de 3G e 4G, liderou a expansão dos acessos à Internet, chegando em outubro a 155,3 milhões de conexões, com 54% de crescimento em relação a outubro de 2013. A banda larga pela tecnologia de quarta geração (4G) já conta com 5 milhões de acessos.

Na banda larga fixa, os acessos somaram 23,8 milhões em outubro. Desse total, 2,2 milhões de conexões foram ativadas nos últimos doze meses, com crescimento de 10% no período.

Até o final do ano, o Sindicato prevê que a telefonia móvel chegar á a 280 milhões de acessos, o que significa 9 milhões de novos acessos no ano. Já a banda larga fixa e móvel, segundo as previsões do SindiTelebrasil, deve chegar a 187 milhões de acessos, o que significa crescimento de 48% no ano.

A cobertura 3G até outubro chegou a 3.809 municípios, abrangendo 92% da população; enquanto a cobertura 4G já atinge 40% da população, com 129 municípios.

Go to top